Andy Warhol e a Moda

Good news para quem é fã de arte e moda. Recebi a informação de que em março chega a São Paulo uma grande exposição das obras de Andy Warhol.

Não sei se é a mesma que visitei no Petit Palais, no último mês de maio, mas sendo obras dele, sempre vale a pena. 

A influência deste artista no mundo da moda é imensa,  tendo marcado para sempre uma época.

Andy Warhol sempre flertou com o mundo da moda. Entre suas atividades podemos destacar as de pintor, fotógrafo, cineasta, produtor musical e editor.

Tornou-se ícone do pop art ao retratar personalidades importantes (tais como  Grace Kelly, Marlyn Monroe, Che Guevara, David Bowie, Mona Lisa, Mao Tse-Tung, Farah Diba, Mick Jagger, Debby Harry e muitos outros)  através de um processo serigráfico. Ele mesmo fotografava e depois passava a imagem para a tela por meio de serigrafia e, após retocar eventuais imperfeições (dizem que AW fazia seu próprio “photoshop” com os pincéis), entrava com as cores fortes em tinta acrílica.

De Pelé a Marlyn Monroe, foram muitas as celebridades retratadas por Andy.
Suas reprodução mecânica de itens de consumo também se tornaram muito conhecidas.
Embora tenha ficado mais conhecido pelos retratos feitos nas décadas de 70 e 80, antes disso Andy trabalhou como ilustrador de moda para revistas como Glamour, Harper’s Baazar e Madmoiselle. Também trabalhou em grandes lojas, como Barney’s e Neiman Marcus.
Ilustrações do início de sua carreira.
Edie Sedwick, uma de suas grandes musas, influencia até hoje o estilo de it girls (Sienna Miller a interpretou no cinema, em Factory Girl, lembra?)

                                        Sua musa, Edie Sedwick.

Recentemente, Andy Warhol foi homenageado em coleção de Castelbajac. A influência dos anos 80 na moda atual trouxe novamente à luz o artista que marcou, principalmente, as décadas de 70 e 80, e veio a falecer em 1987.

Vitrine da loja Gap, de NY, em 2008, homenageando Warhol.

O site Zimbios, que elegeu as 100 pessoas mais influentes do mundo da moda, colocou o artista em 12º lugar (na frente de Ana Wintour e companhia).
Uma das grandes contribuições de AW para o mundo da moda foi a co-criação da revista Interview, uma das principais publicações das décadas de 70 e 80,  que apresentava uma estética ousada e muito moderna e era dedicada ao culto das celebridades, tema predileto do artista. 

Andy também era famoso pelas frases espirituosas. Na exposição que visitei haviam muitas delas espalhadas pelas paredes, em meio aos famosos retratos.

Por toda sua trajetória, Andy Warhol é um artista que ao qual devemos prestar atenção. Suas obras e seu lifestyle sem dúvida têm muito a nos ensinar. Se você mora ou vai estar em São Paulo a partir da segunda quinzena de março, não deixe de visitar a exposição. Ainda não há informações sobre outros locais e datas, mas assim que eu souber, aviso aqui.

Próximo post:
Post anterior:
Escrito por
1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *